25 de abr de 2012

Contorno


imagem: tumblr



Aprendi na marra
O que o nó não ata,
O que o calor não mata,
O que o dó não cata.

Joguei no beco,
O que pensei ser erro,
O que esqueci, por medo,
O que soltei preso.

Descartei com fome
A dor que consome.
Bradei: qual o nome
Daquele que some?

Cortei o pano
Do amor, o insano.
Será este o meu engano:
Não ver o claro além do dano?


by Rachel Nunes*

16 de abr de 2012

Futuro do pretérito

imagem: weheartit


Você não faz ideia do quanto perdeu.
Todo esse tempo, nesse momento.
Para sempre, a partir de agora,
Você perde(u) muito.



by Rachel Nunes*

2 de abr de 2012

Medidas erradas

imagem: weheartit


Aquilo que lhe falta, não parece, mas sou eu.
A luz é aquela que entardeceu.
A sombra não esconde, permaneceu.
O seu amor não se perdeu.
Numa estrada perigosa apenas esqueceu
A profundeza do prato,
A caridade do tato,
A esquisitice do amor enojado,
De palavras mal cozidas, assadas e servidas
Numa mesa de desgosto açucarado.


by Rachel Nunes